Mestrado em Música

Fiz o Mestrado em Música-Performance Musical na Universidade Federal de Minas Gerais de 2008 a 2010 com bolsa de ensino e pesquisa da FAPEMIG. As pesquisas e reflexões que pude realizar sobre a função da música na vida norteiam minhas atividades como educadora musical.

Orientador de dissertação: Oiliam Lanna. Resumo:

Jean-Antoine Watteau: Gilles [ou Pierrot] e quatro personagens da Commedia dell’Arte, c. 1717

A PERFORMANCE MUSICAL COMO INTERAÇÃO:

DIALOGISMO, SIGNIFICADOS E SUCESSO

Como uma performance musical comunica? O que comunica? Como se define uma performance musical bem sucedida? A presente dissertação pretende discutir e buscar respostas a estas questões fundamentais sobre a performance musical da perspectiva de que a performance é essencialmente uma interação social. Para este fim, se elabora uma descrição teórica da performance musical a partir do conceito de dialogismo, ideia centralizadora dos textos do filósofo Mikhail Bakhtin. O estudo do dialogismo dos discursos verbais e não verbais elucida as maneiras pelas quais uma performance musical comunica. Contextualizada nas pesquisas sobre dialogismo e performance musical, a descrição da performance musical como comunicação se articula com aportes de musicólogos, antropólogos, músicos-intérpretes e compositores através de documentação indireta. Consideram-se as relações do ser indivíduo com o outro e as interações em rituais e performances para iluminar os possíveis sentidos da performance musical. Sugere-se um conceito de performance musical bem sucedida baseado na visão dialógica da comunicação artística. Reflexões finais sobre a “orquestração” do diálogo em performance musical concluem o texto.

Endereço da dissertação completa: http://hdl.handle.net/1843/AAGS-8ADFR4.

Professor de piano: Maurício Veloso. Programa do recital:

Ordre No. 25 de Pièces de Clavecin, 4ème livre — François Couperin

—La Misterieuse
—La Monflambert
—La Muse victorieuse
—Les ombres errantes
(imagem de Jean-Antoine Watteau: La Gamme d’Amour, c. 1712)
4 Intermezzi — Johannes Brahms
—Intermezzo em lá maior, Op. 118, No. 2 
—Intermezzo em mi-bemol menor, Op. 118, No. 6
—Intermezzo em si menor, Op. 119, No. 1
—Intermezzo em mi menor, Op. 119, No. 2
(imagem de Max Klinger: Penelope, 1895)

Rinat Baibekov: Petrushka, c. 2000

Concerto No. 1 em ré-bemol maior, Op. 10, para piano e orquestra — Sergei Prokofieff

com Patrícia Valadão, piano

retrato de François Couperin

Recital-Palestra.

Supervisor: Maurício Veloso.

A Ordre No. 25 de François Couperin: repertório para piano?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.